A utilização de micro-ondas para aquecer alimentos não traz qualquer risco para a saúde, mesmo durante a gravidez, porque a radiação fica contida no seu interior, não se espalhando.

Além disso, a radiação não fica nos alimentos, pois o aquecimento acontece pelo movimento das partículas de água e não pela absorção dos raios e, por isso, qualquer tipo de alimento, como pipocas ou papinha de bebê, podem ser preparados no micro-ondas.

Os micro-ondas são construídos de modo que a maior parte da radiação fique contida no seu interior e, por isso, mesmo que alguma radiação consiga escapar através da porta ou do vidro, não passa em quantidade suficiente, encontrando-se dentro dos níveis recomendados pelas normas internacionais.

Rede adesiva da porta

Rede adesiva da porta
Símbolos utilizados em recipientes próprios para microondas

Como garantir que o micro-ondas não afeta a saúde

Para garantir que o micro-ondas não faça mal à saúde é importante ter alguns cuidados, como:

  • Observar se a porta fecha de forma adequada;
  • Observar se a rede adesivada da porta, como a da imagem 1, se encontra danificada, com rachaduras, ferrugem ou outros sinais de degradação;
  • Manter o micro-ondas limpo, sem restos de comida seca, especialmente na porta;
  • Utilizar recipientes com símbolos que indicam que são próprios para micro-ondas, como mostra a imagem 2.

Caso o micro-ondas se encontre danificado, é importante evitar utilizá-lo, até que seja reparado por um técnico qualificado.

 

Fonte: Tua Saúde

Comentários